Evite acidentes com a mão de obra



A construção civil é um setor reconhecido por ocasionar muitos riscos de acidente de trabalho. Os mais comuns estão na utilização de andaimes e plataformas sem grade de segurança, no uso de cinto de segurança mal colocado (ou na falta dele), em telhados

Na hora de contratar os profissionais que vão trabalhar em sua obra, pergunte como é feita a proteção contra acidentes  e privilegie as equipes que utilizam equipamentos de proteção individual. Infelizmente, esse cuidado não é colocado em prática até por bons profissionais. O mais comum é improvisar e não se preocupar com a segurança nas obras. Converse com o pessoal que vai executar os serviços em sua construção ou reforma e exija que usem corretamente os equipamentos de segurança. Coloque essa exigência como condição no contrato de prestação de serviços, mesmo que seja um contrato aparentemente simples, entre você e o pessoal da obra.

Agora, conheça um pouco mais os riscos, os equipamentos de prevenção e algumas medidas práticas que podem ser adotadas para se evitar acidentes.

  1. Riscos inerentes à função exercida pelo trabalhador:

 

  • ruído, vibração, calor e radiação solar.
  • poeira.
  • postura inadequada, esforço físico intenso, levantamento e transporte  manual de peso.
  • cortes nos membros inferiores do corpo, quedas em mesmo nível ou com  diferença de nível.
  • choque elétrico.

Esses riscos estão muito presentes na rotina dos trabalhadores da construção civil e, por causarem lesões ou danos à saúde, precisam ser eliminados. E há bastante informação  sobre assunto disponível na mídia e em setores relacionados à construção civil, além de uma diversidade de materiais e equipamentos de segurança disponíveis no mercado.

  1. Equipamentos de Proteção Individual próprios para serem usados  na construção civil:

– Botina de segurança: protege os pés do trabalhador contra cortes causados por objetos, como um prego por exemplo.

– Capacete: protege a cabeça do trabalhador contra queda de materiais.

– Cinto de segurança: protege contra queda de altura.

– Protetores auriculares: protegem contra o ruído no ambiente de trabalho.

– Luvas de raspa: devem ser usadas para transporte ou manuseio de materiais que causam risco de corte ou ferimentos em geral.

– Máscaras: evitam a ingestão de partículas dispersas de cimento, pó de brita ou demais poeiras, odores ou gases.

– Luvas de PVC: diminuem o contato com cimentos, argamassas e outros materiais agressivos à pele.

– Luvas de Látex: ao efetuar serviços de limpeza em geral.

– Óculos de proteção ou Viseira: protegem contra partículas em projeção, como farpas de madeira ao se manusear a serra circular, por exemplo, ou fagulhas lançadas pelo policorte.

  1. Algumas medidas práticas ajudam a evitar acidentes

Nos serviços de construção civil, a segurança e a saúde dos trabalhadores começam pela organização e a limpeza do ambiente. A desorganização é causa constante de acidentes de trabalho nesse setor.

 

Alertamos, a seguir,  para alguns cuidados necessários, que não devem ser ignorados por quem vai construir ou reformar:

 

  • O ambiente de trabalho deve se apresentar limpo, organizado  e livre para a circulação e passagem;
  • Sobras de material  e entulho devem ser coletados e removidos regularmente. Por ocasião de sua remoção, alguns cuidados especiais devem ser tomados  para se evitar poeira excessiva e eventuais riscos à saúde;
  • A remoção de entulhos ou sobras de materiais deve ser feito através de equipamentos mecânicos ou calhas fechadas, sempre que  no local  haja diferença de nível;
  • Não se deve queimar lixo ou qualquer outro material no interior da obra, nem mantê-los acumulados ou expostos em locais inadequados;
  • As ferramentas e materiais de uso devem estar sempre  no local adequado;
  • As ferramentas devem ser usadas apenas para as atividades a que se destinam;
  • Os andaimes e as escadas devem sempre estar sobre piso nivelado e estáveis. Andaimes com rodas precisam estar bem travados durante o uso;
  • Vãos de lajes e de escadas devem ser protegidos com material resistente para evitar quedas; 
  • O uso de extensões muito longas e gambiarras para acesso a correntes elétricas pode favorecer o aquecimento do cabo e provocar acidentes;  
  • Madeiras usadas como tapume devem ter seus pregos retirados e não devem ficar espalhadas pelo ambiente. Devem ser guardadas no local correto, até uma nova utilização.

Em suas visitas para acompanhar a execução dos serviços  em sua obra,  preste atenção à organização e limpeza do ambiente e, se necessário, chame a atenção para a necessidade de se manter a organização do ambiente e as condições favoráveis de trabalho. Observe o uso de equipamentos de proteção e alerte os trabalhadores para os benefícios resultantes dessa prática.

Alerte-os ainda para a necessidade de se protegerem da luz do sol, fazendo uso de protetores como, por exemplo,  roupas adequadas, bonés ou chapéus, loções e cremes para pele  já que necessitam,  muitas vezes, executar longas jornadas  diárias expostos à luz do sol.

Ninguém pode fazer mais pela segurança do trabalhador do que ele mesmo, mas o dono da obra não deve ficar omisso na tarefa de conscientizar o trabalhador sobre os riscos que ele corre.

Estimular a adoção de medidas de segurança em uma obra traz benefícios a todos os envolvidos.




Contatos

ATENÇÃO: O portal Agiliza Construção não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios constantes de seu site, que são de inteira responsabilidade de cada anunciante. Cabe ao usuário do site assegurar-se de que os serviços e produtos divulgados pelos anunciantes são verdadeiros. A contratação de profissionais e/ou qualquer tipo de relação comercial decorrentes da divulgação dos anúncios são feitas diretamente entre as partes interessadas. O serviço oferecido por este portal trata-se exclusivamente de disponibilização de mídia para divulgação. O conteúdo dos anúncios pode ser alterado sem aviso prévio.

Agiliza Construção © 2018 - Todos os direitos reservados